Cruzeiro MV Aurora chega ao Recife
¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


O Porto de Recife recebeu o segundo navio de passageiros de 2023, MV Aurora, de bandeira do Reino Unido. O cruzeiro partiu, inicialmente, da ilha espanhola de Tenerife, teve a sua última parada no Porto de Mindelo, em Cabo Verde.

O navio atracou no Porto do Recife às 6h30 da manhã, trazendo 2.232 pessoas – sendo 1.455 passageiros e 777 tripulantes -, onde ficará durante o dia. Ao final da tarde, a embarcação segue para Cabo Frio, no Rio de Janeiro.

O MV Aurora é da frota da empresa P&O Cruises e faz parte do grupo de navios que integra a Temporada de Cruzeiros 2022-2023. Apesar de, inicialmente, não estar programado para passar pelo Recife, o cruzeiro é, agora, o 12º a atracar no cais pernambucano nesta estação. Até o momento, foram 11 embarcações que fizeram parada na capital, totalizando quase 10 mil pessoas que passaram pelo solo recifense. A previsão é de que esse número aumente de forma considerável,visto que, no final da temporada, Recife terá recebido mais 12 navios.

O próximo cruzeiro, o Volendam, vem de Salvador e está previsto para chegar em 23 de fevereiro, seguindo depois para Fortaleza.

Terminal marítimo

O Porto do Recife segue em um trabalho conjunto com a Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco, Empetur, Prefeitura da Cidade do Recife, Secretaria de Defesa Social, CTTU, Guarda Municipal e CIATUR para recepcionar os turistas e tripulantes que chegam ao Terminal Marítimo de Passageiros.

A Empresa Municipal de Informática (Emprel) fornece Wi-Fi gratuito em todas as regiões do Terminal, bem como um aplicativo de roteiros de pontos turísticos da capital pernambucana.

Temporada

A Temporada de Cruzeiros teve início em outubro de 2022 e se encerra em abril deste ano, com duração de quase 6 meses. A previsão é de que 23 navios de passageiros passem pela capital pernambucana, incrementando cerca de 2 milhões de reais na receita do Porto do Recife.

Como destaque desta temporada, está a volta das embarcações de longo curso de origem internacional, que param no Brasil e depois seguem seus itinerários, um grande marco após o período pandêmico, visto que recoloca o país dentro de rotas de importantes anteriormente restritas pela Covid-19.

Segundo a Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos, a temporada de 2022-2023 está cotada para ser a maior da última década, superando a marca de 2019-2020 e movimentando aproximadamente R$3,3 bilhões com os navios de cabotagem e R$1,6 bilhão com as embarcações de longo curso.


 

Compartir




Ver mais conteúdos
Translate »