Embarque de móveis gaúchos tem o melhor primeiro semestre em 10 anos ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


A pandemia trouxe impactos positivos para a indústria moveleira gaúcha. O setor teve o seu melhor primeiro semestre em embarques no Porto de Rio Grande nos últimos 10 anos, conforme aponta o levantamento divulgado pela Wilson Sons – operadora logística do terminal de contêineres Tecon de Rio Grande.

Ao todo, foram 1.182 TEU  enviados para o Norte e o Nordeste do país, o que equivale a um crescimento de 28% no transporte de móveis do Rio Grande do Sul nos seis meses iniciais deste ano. As mercadorias foram levadas por cabotagem para quatro estados de Amazonas, Pernambuco, Ceará e Bahia.

O movimento não é um ato isolado. O comércio de móveis e outros artigos para casa foi um dos destaques da indústria nacional em 2020. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o setor teve alta de quase 12% nas vendas ao longo do ano passado, apesar do cenário de pandemia.

No Rio Grande do Sul, para se ter uma ideia, a fabricação de móveis cresceu 23% no primeiro trimestre em comparação com igual período de 2020.

 “O Estado é um dos principais polos da indústria moveleira no País, por isso, aproveitar o bom momento é importante para a nossa economia, uma vez que a expectativa é de que haja novamente ganho de dois dígitos nas vendas para 2021”,  comenta Paulo Bertinetti, Diretor-Presidente do Tecon Rio Grande.

De acordo com o executivo, o terminal está preparado e estruturado para receber e escoar a produção de móveis para outros estados brasileiros. O embarque de móveis no Tecon de Rio Grande é realizado semanalmente e 40% do volume foi transportado pelo armador Log-In, no serviço Atlântico Sul.

Foram 21 escalas conectando o Rio Grande do Sul aos principais portos do norte, nordeste e sudeste brasileiro. As operações de atracação e desatracação dos navios contam com o apoio dos rebocadores da Wilson Sons. Isso ocorre porque a operadora logística conta 80 embarcações distribuídas em 25 portos do país.


 

Compartir



ESPECIAL COVID-19
Ver más noticias