Governo Federal brasileiro assina contrato de concessão do projeto ferroviário da Fiol ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


O Governo Federal do Brasil firmou contrato com a Bahia Mineração S / A (Bamin) para concessão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), que abrange um trecho entre Ilhéus e Caetité, pelo prazo de 35 anos.

O Fiol 1 receberá investimentos privados de R $ 3,3 bilhões, dos quais cerca de R $ 1,6 mil serão destinados à conclusão do trecho de 537 quilômetros, atualmente com 75% das obras concluídas.

O Governo Federal está avançando nos trechos 2 e 3 e, quando for tombado, o Fiol será um corredor com 1.527 quilômetros de rodovias, que ligará o futuro Porto de Ilhéus, no litoral da Bahia, ao município de Figueirópolis, Tocantins, onde fará a ligação com a Ferrovia Norte-Sul e com o resto do país.

“Este é o mais importante projeto de infraestrutura do estado da Bahia com um sistema operacional clássico entre mina-ferrovia-porto para escoamento de minério de ferro, que, em um ambiente futuro, também induzirá novas cargas com a participação do agronegócio de Oeste baiano”, destacou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

A expectativa é que o Fiol 1 comece a operar em 2025, transportando mais de 18 milhões de toneladas de carga. Inicialmente, estarão em operação 16 locomotivas e 1.400 vagões, dos quais pelo menos 1.100 serão destinados ao transporte de minério de ferro. Em dez anos, o volume de carga deve dobrar, ultrapassando 50 milhões de toneladas em 2035 e atingindo 34 locomotivas e 2.600 vagões.


 

Compartir



ESPECIAL COVID-19
Ver más noticias