Portos de Recife e Nansha poderiam ter convênio de cooperação técnica e financeira ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


O presidente do Porto do Recife, Marconi Muzzio, recebeu o presidente da Câmara de Comércio do Cantão no Brasil, Daniel Su. A reunião teve como pauta a criação de um convênio de cooperação técnica e financeira entre o terminal recifense e o Porto de Nansha, no Cantão, para estimular negócios e inovação na área de software. O Cantão é hoje a terceira maior cidade da China, atrás apenas de Pequim e Xangai

O objetivo da Câmara de Comércio é transformar o ancoradouro no Polo Internacional de Informática do Recife, atraindo, inclusive, duas feiras internacionais de tecnologia, por ano, para as dependências do Porto recifense.

Em 2017, o então prefeito e hoje secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Geraldo Júlio, renovou o termo de cooperação e intercâmbio entre o Cantão e a capital pernambucana, o qual as transformou em cidades irmãs. A comunidade de cantoneses no Recife é bem expressiva, só no entorno do ancoradouro existem cerca de 300 empresários daquela cidade atuando.

Localizada no sul da China, o Cantão, também chamado de Guangzhou, é a maior cidade da região, com cerca de 10 milhões de habitantes. É considerada atualmente centro internacional de aviação, logística e comércio, além de comportar um sistema moderno de prestação de serviços financeiros.

A cidade se desenvolveu rapidamente após ser inserida nos projetos das Zonas Econômicas, de abertura econômica, realizadas a partir de 1978. Hoje é uma das cidades chinesas que mais investe em inovação e empreendedorismo, com dois terços das universidades da província.


 

Compartir





ESPECIAL COVID-19
Ver más noticias