SPA lança chamamento para administração da Ferrovia Interna do Porto de Santos ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


A Santos Port Authority (SPA) publicou  o edital de chamamento público para a identificação de interessados em constituir a cessionária que administrará a Ferrovia Interna do Porto de Santos (Fips), cujo projeto foi aprovado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em julho.

O titular do contrato de cessão será responsável pela gestão, operação, manutenção e expansão do empreendimento pelo prazo de 35 anos e terá de realizar investimentos da ordem de R$ 891 milhões, a maior parte nos primeiros cinco anos.

O edital e os anexos estão no site do Porto de Santos e o aviso será publicado no Diário Oficial da União (DOU).

A capacidade ferroviária do complexo portuário de Santos está próxima da saturação, com 94% de utilização. Além disso, precisa ser expandida para dar vazão com eficiência à movimentação futura, cuja projeção é dobrar no prazo de 5 a 10 anos. Hoje, a capacidade ferroviária do complexo portuário é de 50 milhões de toneladas por ano e necessita alcançar 115 milhões de toneladas/ano para escoar o volume oriundo das ferrovias que deságuam no Porto de Santos (MRS, Rumo e VLI).

Os interessados em se habilitar para constituir a Fips deverão encaminhar os documentos, em até 15 dias úteis, contados da data de aviso de publicação do edital no DOU, para o endereço eletrônico chamamento.fips@brssz.com, apresentando a relação de documentos prevista no edital. A decisão pela aprovação dos interessados será publicada no site da SPA em até 5 dias úteis após o prazo da submissão, podendo a Companhia, durante a avaliação, solicitar esclarecimentos e/ou documentos complementares.

O contrato associativo é a principal inovação da Fips, em que os habilitados compartilharão custos e operações. Ao longo de toda a vigência contratual serão realizados chamamentos públicos a cada dois anos, de forma a garantir o ingresso de novos associados na administração da Fips.

A estimativa da SPA é assinar o contrato ainda neste ano. As obras devem começar ato contínuo à aprovação do projeto executivo, sendo as principais intervenções no pátio ferroviário entre o canal 4 e a Ponta da Praia, dotado de 3 vias férreas para atendimento aos terminais de celulose; viadutos para eliminação de passagem de nível na região do Canal 4-Marinha; passarelas de pedestres entre o Canal 4 e Ponta da Praia; considerar uma “Pera” ferroviária, dois viadutos e passarela na região de Outeirinhos, além de passarelas de pedestres na altura do canal do mercado e na Alfândega; e um novo viário da 2ª entrada do Porto de Santos, no Saboó.


 

Compartir




Ver mais conteúdos