Terminal de Contêineres de Paranaguá assina contrato com a ZPMC para compra de 11 novos guindastes ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


No último mês, a TCP, empresa que administra o terminal de contêineres de Paranaguá oficializou a compra de 11 RTGs (Rubber Tyred Gantry), popularmente conhecidos no setor portuário como transtêineres.

O investimento faz parte de um pacote maior de aportes na infraestrutura do terminal de contêineres, que é hoje o maior da América do Sul, e contempla novos equipamentos, aumento na capacidade de recepção e armazenagem de contêineres refrigerados, e novos acessos e sistemas.

Cada um dos novos equipamentos tem capacidade de içamento de 41 toneladas sob spreader, capacidade de empilhamento de 6+1. Possuem design ergonômico e sensores de segurança preventiva de última geração, proporcionando mais conforto aos operadores e segurança operacional. A previsão de chegada dos novos guindastes é para dezembro de 2023.

O terminal é controlado pelo grupo chinês CMPort e os novos maquinários fazem parte de um plano maior de investimentos. Uma segunda leva de 10 guindastes RTGs será comprada até 2025. Além da aquisição dos equipamentos, a TCP está ampliando a capacidade para armazenagem de contêineres refrigerados em 43% – atualmente já a maior da América Latina – passando de 3.624 para 5.178 tomadas para contêineres de congelados. Também ocorrerá a renovação dos gates de acesso, implementação de aplicativo exclusivo para caminhoneiros, e janelas operacionais mais longas para caminhões bitrens, melhorando o serviço para caminhões terceiros.

Segundo o CEO da TCP, James Cao, “Estamos comprometidos em reforçar a infraestrutura do terminal e impulsionar a nossa produtividade, atendendo as demandas dos nossos clientes. Como membros da CMPort, o nosso objetivo é transformar a TCP em uma vanguarda na América do Sul para soluções logísticas”.

Além de ser o maior corredor de exportação de frango congelado do mundo, a TCP é também o terminal de contêineres com a maior oferta de serviços marítimos do Brasil, contando com 16 linhas de longo curso regulares. O terminal movimentou 1,1 milhão de TEUs em 2021 (um TEU representa um contêiner de 20 pés), o equivalente a 9% de toda movimentação nacional.


Compartir




Ver mais conteúdos