Wilson Sons inicia operação de novo rebocador com tecnologia capaz de reduzir emissão ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


A Wilson Sons iniciou, na última semana, a operação do primeiro de uma série de seis novos rebocadores da companhia, que trazem ao Brasil um conceito inovador. Com projeto Damen RSD 2513, a embarcação conta com novo design de casco que permite uma redução estimada de até 14% nas emissões de gases de efeito estufa, em função de uma hidrodinâmica mais eficiente.

As duplas quilhas (twin fin) melhoram a navegação e aumentam a capacidade de arrasto durante as manobras, o que garante a redução de consumo de combustível e, consequentemente, de emissões. Além disso, as novas embarcações são as primeiras no País a seguirem o padrão IMO TIER III, que  promove a redução das emissões de óxidos de nitrogênio em mais de 75%, contribuindo para a melhora da qualidade do ar nos portos onde operam.  Este padrão é exigido em algumas regiões da América do Norte e Europa.

O novo rebocador, batizado com o nome de WS Centaurus, tem 91 toneladas de tração estática (TBP), o que o torna o rebocador mais potente a operar no Brasil. Além disso, tem notação de classe Escort Tug, é certificado para combate a incêndio (Fi-Fi 1) e possui 25 metros de comprimento e 13 metros de boca.

“A entrega dos novos rebocadores demonstra a relevância da inovação e da sustentabilidade para a Wilson Sons. Nesses mais de 180 anos de trajetória da companhia, buscamos sempre a vanguarda do mercado, por isso nossas embarcações estão trazendo para o Brasil padrões de eficiência energética inéditos no País”, afirma Márcio Castro, diretor executivo da divisão de Rebocadores da Wilson Sons.

Próximas entregas

Construído no estaleiro da Wilson Sons, em Guarujá (SP), com projeto da Damen Shipyards, o WS Centaurus irá operar em São Luís do Maranhão, compondo a frota de 11 rebocadores que a companhia mantém na localidade para apoio nas operações de atracação e desatracação dos navios de minério de ferro, no Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, bem como no Porto de Itaqui. O local onde a embarcação irá operar foi decidido em função dos grandes navios que lá atracam, quando todo o potencial de eficiência energética poderá ser aplicado.

Outros dois novos rebocadores serão entregues ainda este ano – e os demais entrarão  em operação ao longo de 2023.

Estratégia de sustentabilidade

A entrega do primeiro dos seis novos rebocadores faz parte de um conjunto de ações relacionadas à estratégia de sustentabilidade que estão sendo adotadas pela Wilson Sons para contribuir com a economia de baixo carbono. Entre essas iniciativas em prol do meio ambiente, está a Central de Operações de Rebocadores (COR), localizada em Santos (SP). A COR monitora em tempo real a frota de 80 rebocadores distribuídos em toda a costa brasileira, definindo o melhor momento para a movimentação das embarcações, bem como a velocidade ideal das mesmas , sempre visando garantir maior eficiência no consumo de óleo diesel e, consequentemente, a redução de emissão de gases de efeito estufa.

No ano passado, a Wilson Sons também se tornou membro do CDP (Carbon Disclosure Project), na busca por alinhamento com as melhores práticas atuais em relação aos avanços para a agenda climática.  Para mais informações, confira o primeiro Relatório de Sustentabilidade da Wilson Sons, divulgado recentemente.


Compartir




Ver mais conteúdos