Wilson Sons recebe simulado da Polícia Federal no Tecon Rio Grande ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


A Polícia Federal realizou exercícios simulados para atestar a eficácia do Plano de Segurança Portuária na área portuária do Rio Grande. O treinamento, ocorrido no Tecon Rio Grande, foi promovido em conjunto com Wilson Sons, Marinha do Brasil, Receita Federal, representante do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Autoridade Portuária e ANTAQ, órgãos que compõem a Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (CESPORTOS/RS). A iniciativa visa a análise, a apuração de vulnerabilidades e o fortalecimento das medidas de segurança nas instalações portuárias.

Durante os exercícios, policiais federais simularam o acesso não autorizado ao terminal portuário para verificar o cumprimento dos protocolos de segurança. Também foram realizadas ações de retomada da instalação portuária, com a aplicação de técnicas específicas para esse tipo de intervenção policial.

Participam do exercício 20 policiais federais de Comando de Operações Táticas (COT/PF), do Grupo de Pronta Intervenção (GPI/RS), do Núcleo de Polícia Marítima da Delegacia do Rio Grande (NEPOM), do Grupo de Bombas e Explosivos (GBE) e da Delegacia do Rio Grande, além de integrantes da Marinha do Brasil, Receita Federal, Brigada Militar, ANTAQ, Autoridade Portuária e funcionários da Wilson Sons, totalizando cerca de 30 pessoas envolvidas. Para a realização do simulado, foram utilizadas uma embarcação, viaturas e um veículo antibombas.

“Consideramos ser de grande importância simulados como este conduzidos pela Polícia Federal e que conta com o nosso apoio e de outros entes públicos e privados no sentido de preservar a segurança da área portuária do Rio Grande. Nosso intuito é exercitar nossos procedimentos e protocolos internos fazendo com que haja maior efetividade na minimização de perdas e danos utilizando de forma assertiva nossos recursos humanos e recursos materiais disponíveis”, comenta Paulo Bertinetti, diretor-presidente do Tecon Rio Grande.


No cronograma de assuntos de Saúde Meio Ambiente e Segurança do Tecon Rio Grande, são realizados atualmente 40 simulados anuais, tendo como principais cenários: atendimento a vítima, incêndios e explosões, eventos com produtos perigosos, derramamento de óleo no mar, regate de homem ao mar e evacuação de ambientes.

Com relação à área patrimonial, são em torno de 25 simulados por ano, prevendo situações como ameaça de terrorismo ou de bomba, invasão de perímetro e distúrbio civil, além de trocas de níveis de segurança do terminal. Igualmente, protocolos externos são explorados nos exercícios com a comunicação e envolvimento com órgãos como Plano de Auxílio Mútuo de Rio Grande, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Fepam, IBAMA, Autoridade Portuária, Polícia Federal e Receita Federal.

A Polícia Federal, que exerce a presidência da CONPORTOS (âmbito federal) e da CESPORTOS (âmbito estadual, têm orientado seus esforços para a construção de protocolos de segurança adequados aos complexos portuários nacionais e para o cumprimento do Código Internacional para Proteção de Navios e Instalações Portuárias (Código ISPS). Treinamentos similares já foram realizados nos portos de Santos (SP), Paranaguá (PR), Itajaí (SC) e Fortaleza (CE).


Compartir





ESPECIAL COVID-19
Ver más noticias
Translate »