Santos Port Authority conclui retirada de água de navio histórico ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


A Santos Port Authority (SPA) concluiu a operação emergencial de retirada de água de dentro do casco do navio oceanográfico Prof. W. Besnard, atracado no Porto de Santos. A embarcação histórica poderia afundar e, com o término do trabalho, o risco de naufrágio fica afastado neste momento.

A operação de retirada da água da casa de máquinas do navio começou no início da semana passada, após, em uma vistoria conjunta realizada pela SPA e pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama), ter sido observada a situação de adernamento.

A Autoridade Portuária determinou ao Instituto do Mar (Imar), entidade proprietária da embarcação, a tomada de providências urgentes. Como o Imar alegou não possuir recursos financeiros para a adoção das medidas necessárias, a SPA mobilizou seus recursos de atendimento a emergências.

Foram retirados aproximadamente 130 mil litros de água acumulados devido ao estado de abandono da embarcação. O serviço foi feito visando salvaguardar o meio ambiente estuarino e a segurança à navegação do Porto de Santos, que seriam afetados caso o Prof. W. Besnard viesse a afundar. Além disso, haveria a perda do navio histórico, que foi um dos recursos utilizados pelo Brasil em operações na Antártica.

De acordo com o Superintendente de Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho da SPA, Mauricio Bernardo Gaspar Filho, “esta etapa da operação foi bem-sucedida devido à competência e dedicação das equipes da Autoridade Portuária e Ibama responsáveis pela condução dos trabalhos, que atuaram de forma tempestiva e acertada mesmo diante dos riscos envolvidos.”

O serviço, que contou com o apoio do Ibama e da Marinha do Brasil, será complementado nos próximos dias, quando serão efetuadas tentativas de remoção da camada fina de óleo que sobrou no interior da casa de máquinas.

Os recursos dispendidos para a operação, bem como a retirada da embarcação do cais, serão cobrados do Instituto do Mar. A entidade também deverá se responsabilizar pela adequada destinação de todos os resíduos gerados.

Navio?

No ano de 1959, foi lançado o projeto do navio Prof. W. Besnard, o primeiro do curso de Construção Naval da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), feito a pedido do Instituto Oceanográfico da USP e idealizado pelo professor Wladimir Besnard, pesquisador, primeiro diretor do Instituto e homenageado com o nome da embarcação.

Fabricado no estaleiro A/S Mjellem Karlsen, em Bergen, Noruega, o navio chegou ao Brasil em 1967, anos depois da morte de seu idealizador. Durante os primeiros 23 anos o navio navegou sem interrupções, totalizando centenas de viagens científicas.


 

Compartir





ESPECIAL COVID-19
Ver más noticias