Porto de Vitória supera recorde e tem melhor mês em 56 años ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


Mais um mês de grandes resultados para o Porto de Vitória. Somente em setembro, foram movimentadas 839.976 t em cargas, número que supera o último recorde, atingido em julho deste ano, de 830.209 t. Agora, a marca de setembro se tornou a maior movimentação do porto capixaba dos últimos 56 anos. Houve destaque nas operações de granel sólido e líquido, além de carga geral e conteinerizada.

De acordo com o coordenador de Planejamento e Desenvolvimento da Codesa, Leonardo Bianchi, existe uma explicação para a sequência de recordes registrados pelo Porto de Vitória.

“A nossa política comercial está funcionamento plenamente, existe aproximação com nossos players. Além disso, a nossa baixa fila de espera para atracação tem gerado interesse dos clientes, já que eles acabam preferindo o Porto de Vitória por ser um local ágil para suas operações”, explicou.

De janeiro a setembro deste ano, o granel sólido obteve movimentação de 2.564.841 t, valor que corresponde a aumento de 30,49% em comparação ao mesmo período de 2020. Em setembro, dentre as cargas que registraram maior volume de movimentação estão adubo e fertilizante, que somaram 183.733 t.

O granel líquido também registrou aumento no acumulado do ano. De janeiro a setembro, a natureza de carga registrou movimentação de 707.293 t, enquanto no mesmo período de 2020 foram movimentadas 619.042 t. A variação corresponde a 14,26%. Dentre os principais produtos movimentados estão soda cáustica e derivados de petróleo.

A movimentação de veículos também cresceu. Nos nove primeiros meses do ano, já são 32.065 unidades movimentadas pelo Porto de Vitória. No mesmo período de 2020, foram 17.866 automóveis. A diferença representa crescimento de 79,5%.

Tipos de navegação

Como observado nos meses anteriores, a diferença das movimentações por tipo de navegação é próxima. No mês, 47,5% dos navios que atracaram no Porto de Vitória faziam rota de cabotagem, enquanto 52,5% longo curso. Já o sentido da operação teve leve vantagem para desembarque, registrando 54,61%, enquanto embarque obteve 45,39%. Ainda, o porto recebeu navios vindos da França, Itália, Uruguai e Rússia, ao mesmo tempo que embarcou carga com destino aos Estados Unidos, Espanha e China.


 

Compartir




ESPECIAL COVID-19
Ver más noticias

Ver mais conteúdos