SPA lança chamamento público para “internet das coisas” no Porto de Santos ¿Encontraste un error? Avísanos

Por Redacção PortalPortuario.cl

@PortalPortuario


A Santos Port Authority (SPA) lançou o edital de chamamento público para recebimento de doação de projetos e estudos técnicos para a subsidiar a eventual implantação de rede sem fio de longo alcance do tipo LoRa (Long Range) para aplicação em IoT (Internet das Coisas) no Porto de Santos. Interessados terão 30 dias para solicitar autorização para participar do processo.

Para a SPA, possibilitar a facilitação de redes públicas ou compartilhadas com o uso de tecnologias como IoT é estratégico para a administração do Porto de Santos, pois otimiza a logística portuária dando eficiência, segurança, velocidade, precisão, conectividade e redução de custos. Para isso, foi avaliado que o sistema de rede sem fio de longo alcance do tipo LoRa (Long Range) é, sob o aspecto operacional, adequada as atividades portuárias.

O chamamento público tem objetivo de estimular e garantir transparência na realização de doações de estudos para subsidiar a implantação do modelo mais adequado para o serviço IoT dentro da área da Poligonal do Porto Organizado.

A SPA realizou uma pesquisa junto aos arrendatários do Porto de Santos segundo a qual mais de 20% têm interesse em aplicação de IoT em sensores de umidade do ar, elevadores, temperatura, proximidade, velocidade, presença e monitoramento de vagas de pátio; mais de 40% demonstraram muito interesse em sensores de chuva, incêndio, vazamento de gás e ambiental; e mais de 50% em controle de equipamentos, movimentação de ativos, sistemas de identificação, detecção de movimento e medidores de energia.

Os interessados em participar do processo têm 15 dias corridos para solicitar esclarecimentos a respeito da autorização para elaborar os estudos, os quais, pedidos e respostas, serão tornados públicos no site do Porto de Santos.

Após a publicação dos autorizados, estes terão 60 dias para apresentar os resultados dos seus trabalhos à Autoridade Portuária. Os estudos doados não gerarão qualquer direito a ressarcimento, vantagem ou preferência para os envolvidos na sua elaboração nem para potenciais interessados. Os resultados apresentados poderão ser rejeitados, mesclados ou utilizados parcialmente, de acordo com um juízo de conveniência e oportunidade da administração pública.

O edital do chamamento foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) e está disponível, com todas as informações sobre cadastramento, escopo dos estudos e aplicações, no endereço eletrônico http://www.portodesantos.com.br/wp-content/uploads/Edital-Chamamento-Publico-LORA-IOT1.pdf.

IoT nos portos

A Internet das Coisas, capacidade de conectar dispositivos e objetos por meio de rede digital, apresenta um grande potencial de otimização do uso da infraestrutura portuária e melhoria da sua gestão, auxiliando na redução de filas e congestionamento em picos de cargas.

A tecnologia tem demonstrado funcionalidades de facilitação da mobilidade de contêineres, monitoramento e controle de tempo e de acessos, acionamento de equipamentos, controle de máquinas, como guindastes, ou mesmo a manutenção preventiva, vislumbrando não somente relatórios de informações valiosas para o ajuste fino das operações, mas também oportunidades futuras por meio da análise de dados coletados, coletas estas que, fazendo parte da rotina diária, implicam previsão de quebra na cadeia de abastecimento, falhas em equipamentos e diversos outros aspectos da aplicação da inteligência artificial ao processo portuário.


 

Compartir





ESPECIAL COVID-19
Ver más noticias